Vinhais

Vinhais

Vinhais é freguesia e sede de concelho do distrito de Bragança, estendendo-se por uma área de 694,9 quilómetros quadrados, com 9166 habitantes (Censos 2011 INE). Situado na fronteira com Espanha, o concelho deve o seu nome, segundo alguns historiadores, à produção de vinho, actividade principal do concelho, “terra de vinhas e vinhedos”.

A sua carta de foral foi atribuída em 1253 por D.Afonso III, outorgada por D.Manuel I em 1512. Local estratégico de defesa e controlo fronteiriço, Vinhais foi um centro marcante nas diversas lutas que se sucederam ao longo de séculos, com papel de relevo em importantes episódios históricos.

Vinhais é hoje um significante pólo dinamizado pelas actividades ligadas à agricultura, natureza, gastronomia e pequena e média indústria, com particular destaque para produtos como a castanha e o porco Bísaro. Um concelho com diversos equipamentos e infra-estruturas que em muito têm contribuído para a sua afirmação na região. Com uma vasta ligação às tradições e festas, tem na Feira do Fumeiro a sua referência, recebendo milhares de visitantes todos os anos.

Situado em pleno Parque Natural de Montesinho, a natureza assume um papel principal no desenvolvimento de um imenso leque de actividades, a desenrolar em diversos locais da região, nomeadamente no parque biológico, um dos mais ricos do país.

Para além da beleza natural do Parque Natural de Montesinho, Vinhais oferece ao visitante um vasto conjunto de sítios de interesse que vale a pena visitar, com destaque para alguns museus, como o Museu de Arte-Sacra, o Museu do Azeite e o Museu Etnográfico, ambas na aldeia de Agrochão, a Escola Museu de Vila Verde, entre outros. De paragem obrigatória é o Centro Interpretativo do Parque Natural de Montesinho (Casa da Vila), junto à muralha do castelo de Vinhais. A igreja de São fecundo, a igreja de São francisco, o pelourinho de Vinhais, os solares da Corujeira, dos Condes de Vinhais, de Estêvão de Mariz e do Conde de Sarmento são outros locais de interesse, ilustrativos da história da região, a par da Fonte do Cano, dos Paços Medievais do Concelho e Cadeia.

Partilhar:
Facebook Twitter Linkedin Digg Delicious Reddit Stumbleupon Email

Comentários

comments

Pesquisar